Você está aqui: INPE / Divisão de Astrofísica / Seminários

Seminários, Colóquios e Conferências

Publicado Por: INPE
Última Modificação: Out 21, 2020 12h10

A Divisão de Astrofísica do INPE organiza, semanalmente, seminários que são apresentados no Auditório do Prédio CEA II (INPE), nas terças-feiras às 15h. Acontecem também seminários especiais, que podem ter datas e horários distintos dos estabelecidos.

Seminários

2020 [+]

Outubro:

Palestrante: Jailson Alcaniz, pesquisador do Observatório Nacional (ON-MCTI)
http://lattes.cnpq.br/4351190607357917

Data: 27 de outubro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: www.youtube.com/user/inpemct
(inscreva-se o Canal do INPE no YouTube para saber dos seminários)

Título: Tensões no Modelo Cosmológico Padrão

Resumo: O Modelo Cosmológico Padrão (MCP) fornece uma excelente descrição da história da expansão do Universo desde suas fases iniciais até o presente. Apesar disto, estimativas recentes da atual taxa de expansão do Universo (H0), obtidas a partir das observações das flutuações da temperatura da radiação cósmica de fundo assumindo o MCP, diferem significativamente das medidas locais de H0 que são independentes da cosmologia. Neste seminário, revisaremos o status desta tensão nas medidas de H0 e discutiremos algumas de suas implicações teóricas e observacionais.

Moderador: Rafael Nunes, Divisão de Astrofísica (INPE)

Informações:
rafael.nunes





Palestrante: Raissa Fernandes Pessoa Mendes, professora do Instituto de Física da Universidade Federal Fluminense (UFF)
http://lattes.cnpq.br/9476522311181916

Data: 20 de outubro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: www.youtube.com/user/inpemct
(inscreva-se o Canal do INPE no YouTube para saber dos seminários)

Título: Estrelas de nêutrons e mecanismos de blindagem

Resumo: Teorias que introduzem novos campos escalares oferecem modelos interessantes para cosmologia, uma vez que tais campos, quando ativos em escalas cosmológicas, poderiam contribuir para a expansão acelerada do universo. Ao mesmo tempo, esses campos devem esconder seus efeitos nas escalas típicas do sistema solar, onde as observações são extremamente condizentes com as previsões da relatividade geral. Essa "blindagem" da força mediada pelo campo escalar frequentemente depende da densidade local, e os modelos são ajustados para coincidir com a relatividade geral para densidades típicas do sistema solar e maiores. Nesse seminário, nós exploraremos a possibilidade inusitada de que tais mecanismos de blindagem possam deixar de valer para as densidades extremas encontradas nos núcleos de algumas estrelas de nêutrons. Discutiremos as condições microfísicas necessárias, bem como alguns aspectos da fenomenologia de estrelas de nêutrons nessas teorias.

Moderador: Rafael Nunes, Divisão de Astrofísica (INPE)

Informações:
divulgacao.das

rafael.nunes





Palestrante: Cláudia Vilega Rodrigues, pesquisadora da Divisão de Astrofísica do INPE
http://lattes.cnpq.br/9527193250756102

Data: 13 de outubro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: www.youtube.com/user/inpemct
(inscreva-se o Canal do INPE no YouTube para saber dos seminários)

Título: CTCV J2056-3014: uma polar intermediária de baixa luminosidade em raios-X que abriga uma anã branca com alta rotação

Resumo: Neste seminário, apresentamos uma visão geral de nossas pesquisas em variáveis cataclísmicas magnéticas, com ênfase na descoberta de uma anã branca com rotação muito rápida no sistema CTCV J2056-3014. Esse sistema é do tipo polar intermediário, possuindo luminosidade em raios-X menor que o padrão da classe.

Moderador: André Milone, pesquisador da Divisão de Astrofísica (INPE)

Informações:
Andre Milone
divulgacao.das




Palestrante: Gustavo Porto de Mello, Observatório do Valongo UFRJ
http://lattes.cnpq.br/1918385364299862

Data: 06 de outubro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: https://youtu.be/Q1-ThkF_Dj0

Título: Planetary Habitability: Limitations and Timescales Related to Stellar Magnetic Activity

Resumo: The habitable zone is a unifying and central concept in astrobiology, collecting different perspectives and classes of questions under a concrete model with observational and theoretical undertones. Its classical definition demands a planet of adequate mass orbiting its star at a distance which allows liquid water on the surface for long timescales. There is growing recognition that the habitable zone is a multidimensional concept and that dynamo-generated magnetic processes in low mass stars, driven by rotation and surface convective zones, significantly constrain habitability timescales. These processes convert rotational into magnetic energy, which is dissipated at the stellar surface as far ultraviolet and X-ray fluxes plus stellar winds composed of energetic particles. These high energy photons and particles affect the structure and very existence of atmospheres and water oceans of earthlike planets, having a direct bearing on the emergence and maintenance of life. This energetic early phase lasts less than 100 million years for sunlike stars yet may adversely affect the habitability of low mass planets as witnessed by the example of Mars. Very low mass stars, however, owing to low luminosities, request habitable planets to lie much closer in order to achieve adequate temperatures, exposing them to hugely enhanced X-UV fluxes and winds. Moreover, their magnetically active phase lasts many giga-years, severely taxing the ability of rocky planets to hold on to their volatile inventories. We present two case studies concerning timescales of magnetic activity and their bearing on planetary habitability. Kappa Ceti is a very sunlike star closely resembling the properties of the young Sun as life was arising on the Earth and Venus and Mars were losing their surface bodies of water. In the very low mass star domain, we approach the case of Proxima Centauri, which harbours an Earth-like planet within its habitable zone.

O seminário será proferido em Português.

Moderador: André Milone, Pesquisador da Divisão de Astrofísica INPE

Informações:
Andre Milone
divulgacao.das




Setembro:

Palestrante: Riccardo Sturani
http://lattes.cnpq.br/9771195169911237

Data: 29 de setembro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: https://youtu.be/Q1-ThkF_Dj0

Título: Gravitational Wave Astronomy (O seminário será proferido em Português)

Resumo: The recent observations of gravitational waves emitted by coalescences of binary compact objects like black holes and neutron stars marked the dawning of gravitational wave astronomy as a new science.
Beyond the immediate and tremendous impact in Astrophysics and Cosmology, the consequences that the opening of this new observational window has on fundamental physics will be highlighted.

AstroNews: Manoel Felipe Sousa (doutorando da Astrofísica do INPE)
http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/

Informações:
rafadcnunes




Palestrante: Prof. Dr. Luiz Max Fagundes de Carvalho (FGV-EMAp)
[Curriculum http://lattes.cnpq.br/7282202947621572]

Data: 22 de setembro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: https://youtu.be/Q1-ThkF_Dj0

Título: Modelando a COVID-19: extraindo o máximo de dados ruins

Resumo: Nesta apresentação vou discutir o papel da modelagem estatística e dos modelos não-mecanísticos e semi-mecanísticos no avanço do entendimento da epidemia. Vou abordar as dificuldades de aplicação de modelos altamente estruturados e as soluções e limitações trazidas por abordagens mais empíricas. Por fim, vou discutir os ensinamentos que a pandemia traz quanto à capacidade brasileira de resposta a crises sanitárias.
O seminário será proferido em Português.

AstroNews: M.Sc. Lorena Jesus (doutoranda do PPG-Astrofísica do INPE-MCTI)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]

Informações:
rafadcnunes




Palestrante: Dr. Odylio Denys de Aguiar
[Curriculum http://lattes.cnpq.br/3325984959083987]

Data: 15 de setembro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: https://youtu.be/Q1-ThkF_Dj0

Título: GW190521 - A fonte de ondas gravitacionais de maior luminosidade observada até hoje

Resumo: Em 21 de maio de 2019, 2 minutos e 29 segundos depois da meia noite, no horário de Brasília, os detectores LIGO e Virgo observaram um sinal de onda gravitacional, de curta duração, que chamaram de GW190521. O sinal detectado é consistente com a hipótese de estar associado às últimas órbitas e fusão (coalescência) de dois buracos negros, um de 85 e o outro de 66 massas solares. Ao se fundirem eles teriam formado um buraco negro de 142 massas solares, liberando cerca de 8 massas solares na forma de ondas gravitacionais. Esta pode ser a fusão de buracos negros mais massiva já observada em ondas gravitacionais e, consequentemente, a de maior luminosidade. O produto da fusão seria a primeira detecção clara de um buraco negro de "massa intermediária", com uma massa entre 100 e 1.000 vezes a do sol, que ultrapassa a dos buracos negros estelares e os do "gap" de 65 a 120 massas solares. Além desta detecção extraordinária, existe a possibilidade de ter sido observada uma contrapartida eletromagnética associada a este evento.

Informações:
rafadcnunes




Palestrante: Dr. Rogério Menezes de Almeida, UFF, RJ
[Curriculum http://lattes.cnpq.br/3531438717974837]

Data: 08 de setembro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: https://www.youtube.com/watch?v=sCqYGA7jSns

Título: Astrofísica dos raios cósmicos ultraenergéticos detectados no Observatório Pierre Auger

Resumo: Os raios cósmicos de ultra-alta energia constituem um dos grandes enigmas da física atual. Seu estudo tem por finalidade a investigação de 4 temas centrais: (1) Quais são suas fontes; (2) Qual a composição química destas partículas primárias; (3) Quais são os mecanismos de aceleração e propagação dos raios cósmicos nos meios galáctico e intergaláctico; (4) Existem novos fenômenos físicos a estas energias? Para estudar estas questões fundamentais, um gigantesco experimento foi construído e tem produzido importantes resultados na área: o Observatório Pierre Auger, maior observatório de raios cósmicos do mundo. Neste seminário, explicaremos o que são os raios cósmicos, com ênfase naqueles de ultra-alta energia, e descreveremos o Observatório Pierre Auger, suas técnicas de detecção e seus principais resultados.

Informações:
divulgacao.das


AstroNews: Fis. Juliédson Reis (doutorando do PPG-Astrofísica do INPE)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]



Palestrante: Dr. Hermano Velten, UFOP, MG
[Curriculum http://lattes.cnpq.br/0282590467459210]

Data: 01 de setembro de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: link a ser informado

Limite de participantes: 100

Título: On (non-) dynamical dark energy

Resumo: Contrarily to the cosmological constant scenario, dynamical dark energy fields have intrinsic density fluctuations. The evolution of the latter depends on the dark energy speed of sound value remaining very small in quintessence fields since its speed of sound is equal to one. However, there is a long debate in the literature on whether or nor dark energy perturbations are (ir-)relevant to large scale structure formation. The goal of this talk is threefold: i) we review the techniques used to study cosmological dark energy perturbations, ii) we discuss some recent results available in the literature and iii) present new own results indicating that the viability of dynamical dark energy fields is challenged.

Informações:
divulgacao.das


AstroNews: M.Sc. Frederico Vieira (doutorando do PPG-Astrofísica do INPE)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]



Agosto:

Palestrante: Dr. Sergio Pilling, IP&D, Univap
[Curriculum http://lattes.cnpq.br/0120074686860053, https://www1.univap.br/spilling/]

Data: 25 de agosto de 2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Transmissão on-line: o link será informado apenas aos inscritos

Limite de participantes: 100

Título: Astroquímica: entendendo a presença e sobrevivência de moléculas no espaço

Resumo: Astroquímica é uma ciência interdisciplinar na fronteira da química e da astronomia, que utiliza abordagens tanto experimentais quanto teóricas e observacionais. Nesse seminário faremos uma viagem ao longo dos assuntos que tratam sobre as moléculas no espaço. Veremos um pouco da formação em ambientes gasosos e gelos, os processos fisico-químicos relacionados a elas bem como os processos que levam a sua destruição na presença da radiação ionizante. Além disso, veremos exemplos de observações astronômicas na faixa do infravermelho e rádio. Discutiremos ainda sobre alguns experimentos de laboratório que simulam a presença de moléculas em ambientes espaciais e a interação dessas com o campo de radiação ionizante espacial. Por fim, falaremos brevemente de algumas pesquisas teóricas na área de astroquímica.

Informações:
divulgacao.das


AstroNews: M.Sc. Frederico Vieira (doutorando do PPG-Astrofísica do INPE)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]



Palestrante: Dra. Thaisa Storchi Bergmann, IF-UFRGS
[CV Lattes http://lattes.cnpq.br/4999509031047259]

Data: 18/08/2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Alimentação e retro-alimentação de Buracos Negros Supermassivos no centro das galáxias

Resumo: Buracos Negros Supermassivos (SMBHs), que habitam o centro das galáxias, crescem e evoluem juntamente com elas, através do acréscimo de massa via um disco de acreção. Nesta palestra vou discutir assinaturas observacionais dos mecanismos de alimentaçãodos SMBHs, que acionam os chamados núcleos ativos de galáxias (AGN). Uma vez iniciada, a atividade nuclear faz surgir fenômenos de retro-alimentação ou “feedback”, sob a forma de radiação, ventos de matéria ou jatos de partículas que emanam da parte interna do disco de acreção, que influenciam a evolução da galáxia. Vou discutir também assinaturas observacionais destes processos, incluindo os obtidos pelo nosso grupo de pesquisa AGNIFS (AGN Integral Field Spectroscopy), através de observações com os telescópios Gemini. Finalmente, vou discutir como calculamos o impacto destes processos na galáxia, os resultados obtidos até hoje, e o que implicam para o nosso entendimento da evolução das galáxias no Universo.

Informações:
divulgacao.das


AstroNews: M.Sc. Eduardo Merícia (doutorando do PPG-Astrofísica do INPE)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]



Palestrante: Dr. Rafael Nunes, Pós-doc na DIDAS/INPE, Docente do PPG-Astrofísica/INPE
[CV Lattes http://lattes.cnpq.br/5269036828220579]

Data: 11/08/2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Crise na Cosmologia: tensão em medidas da constante de Hubble e outras discordâncias cósmicas

Resumo: Recentes medidas da atual taxa de expansão do Universo (H0) se mostram em desacordo quando analisada por diferentes conjuntos de dados. Medidas de H0 a partir da radiação cósmica de fundo realizada pelo satélite Planck estão em grande discrepância quando comparado a outras medidas, tais como a partir de supernovas e lentes gravitacionais. Farei uma revisão do status atual dessa tensão em H0 e como possíveis soluções através de uma nova física além do modelo LCDM podem trazer uma nova concordância. Também será discutido possíveis outras tensões observadas recentemente na cosmologia LCDM e novas perspetivas em medir H0 por ondas gravitacionais.

Informações:
divulgacao.das


AstroNews: M.Sc. Aysses Oiveira (doutoranda do PPG-Astrofísica do INPE)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]



Palestrante: M.Sc. Sarah Villanova Borges, Mestre em Física e em Engenharia Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica, ITA/DCTA
[CV Lattes http://lattes.cnpq.br/0346332282057670]

Data: 04/08/2020 (terça-feira)

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Um modelo de acreção em anãs brancas isoladas para o Anomalous X-ray Pulsar 4U 0142+61

Resumo: Soft Gamma-Ray Repeaters e Anomalous X-ray Pulsar (SGR/AXPs) são amplamente aceitos como magnetares, estrelas de nêutrons que emitem devido ao decaimento de seus campos magnéticos acima do limite quântico. No entanto, algumas limitações do modelo, como a existência de SGR/AXPs com campos magnéticos abaixo desse limite quântico, fez crescer o interesse por modelos alternativos. Nesse seminário, será apresentado um novo modelo para reproduzir a emissão quiescente do AXP 4U 0142+61, do infravermelho até os raios-X duros, a partir de uma anã branca isolada e magnética, que acreta matéria de um disco. Este modelo pressupõe que: (i) os raios-X duros são devidos à emissão de bremsstrahlung da região pós-choque de uma coluna de acreção, (ii) os raios-X moles são originados de regiões quentes na superfície da anã branca e (iii) as emissões ópticas e de infravermelho são causadas por um disco de detritos, a fotosfera da anã branca e pela região pós-choque. Nesse cenário, os parâmetros do modelo indicam que 4U 0142+61 pode abrigar uma anã branca isolada, magnética e rápida, com massa próxima ao limite de Chandrasekhar. Essa anã branca pode ser entendida como o resultado de uma recente coalescência entre duas anãs brancas menos massivas.

Informações:
divulgacao.das


AstroNews: M.Sc. Adam Smith de Assis (discente do PPG-Astrofísica do INPE)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]



Julho:

Palestrante: Dr. Armando Bernui, Pesquisador do Observatório Nacional - MCTI
[CV Lattes http://lattes.cnpq.br/6926651124954505]

Data: 28/07/2020

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: A escala do horizonte de som na época do desacoplamento

Resumo: Apresentamos as diferentes formas como é calculada na literatura a escala do horizonte de som, considerada uma régua padrão cosmológica. Esta importante quantidade física alavancou o estudo do Universo em grandes escalas pois permite estudar com precisão a dinâmica da sua evolução. Mostraremos como ela vem sendo calculada de forma enviesada, ou seja, usando parâmetros ou hipóteses cosmológicos do modelo cosmológico padrão LCDM. Mas, mostraremos também como ela pode ser medida sem usar parâmetros ou hipóteses cosmológicas. Por último mostramos também como ela pode ser obtida combinando dados fracamente dependentes de modelo cosmológico.

Informações:
divulgacao.das


AstroNews: M.Sc. Denimara dos Santos (discente do PPG-Astrofísica do INPE)
[http://www.inpe.br/posgraduacao/ast/]



Palestrante: Dr. Alberto Rodríguez Ardila - Pesquisador do Laboratório Nacional de Astrofísica - MCTI & Docente do PPG-Astrofísica do INPE

Data: 07/07/2020

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Kiloparsec-scale jet-driven feedback in AGN probed by highly ionized gas: a MUSE/VLT perspective

Resumo: In this talk I will present optical spectroscopy from the Multi Unit Spectroscopic Explorer (MUSE) combined with X-ray and radio data to study the highly-ionized gas (HIG) phase of the feedback in a sample of five local nearby Active Galactic Nucleus (AGN). Thanks to the superb field of view and sensitivity of MUSE, we found that the HIG, traced by the coronal line [Fe VII] 6089 Ang, extends to scales not seen before, from 700 pc in Circinus and up to ~2 kpc in NGC5728 and NGC3393. The gas morphology is complex, following closely the radio jet and the X-ray emission. Emission line ratios suggest gas excitation by shocks produced by the passage of the radio jet. This scenario is further supported by the physical conditions derived for the HIG, stressing the importance of the mechanical feedback in AGN with low-power radio jets.

--- O seminário será proferido em Português ---

Informações:
divulgacao.das




Março:

Palestrante: Dr. João Braga - DIDAS/CGCEA-INPE

Data: 03/03/2020

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Status e perspectivas do LECX: um experimento de CubeSat para detectar explosões cósmicas em raios X

Resumo: O experimento LECX - Localizador de Explosões Cósmicas de Raios X - é um pequeno instrumento científico que está sendo desenvolvido pelo grupo de Astrofísica de Altas Energias da DIDAS para voar a bordo de primeiro CubeSat desenvolvido pela iniciativa privada brasileira. O experimento emprega detectores de raiosX duros na faixa de 30 a 200 keV e inclui um sistema inovador de localização no céu de grandes explosões cósmicas tais como os "bursts" de raios gama. Na era da astrofísica multimensageira, a possibilidade de localizar no céu contrapartidas eletromagnéticas de fontes de ondas gravitacionais é extremamente auspiciosa. Neste seminário, apresentarei os desenvolvimentos mais recentes e as perspectivas deste projeto.

AstroNews: Fis. Ana Luíza Bastos, Mestranda do PPG-AST/DIDAS-INPE



Palestrante: Dra. Camila Paiva Novaes - DIDAS/CGCEA-INPE

Data: 10/03/2020

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Possible origins for the anomalies in the Cosmic Microwave Background

Resumo: The Cosmological Principle states that the distributions of matter and light in the Universe are homogeneous and isotropic at anyepoch. However, results from cosmic microwave background (CMB) radiation data analysis obtained from both the WMAP and Plancksatellites do not rule out an anisotropic universe due to a set of phenomena called 'CMB anomalies'. These include the low CMBquadrupole value, the lack of correlation at large angular scales, the hemispherical power asymmetry or dipolar modulation, and the ColdSpot, an anomalously cold region of the CMB temperature field. So far, all of these inconsistencies could be both from experimental origin, in the form of uncorrected systematic effects, as well as genuine physical effects associated with the breaking of hypotheses such asGaussianity, homogeneity, and isotropy. Then, I will present possible origins, in both contexts, for some of these anomalies. Specifically, wewill discuss the possibility of a cosmological origin associated with a non-trivial universe topology, as well as the impact of the presence ofresidues left by the Planck satellite calibration process.

AstroNews: Arthur Pereira dos Reis, Mestrando do PPG-AST/DIDAS-INPE



Data: 17/03/2020

First Galileo Solar Space Telescope Workshop - não haverá seminário



Seminários suspensos por tempo indeterminado em função da disseminação do novo coronavírus, o COVID-19, no país.



Palestrante: Flavio D’Amico - DIDAS/CGCEA-INPE

Data: 24/03/2020

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Os estados espectrais de 1E 1740.7-2942 em raios X duros

Resumo: A fonte 1E 1740.7-2942 é um candidato a buraco negro, localizada próxima as vizinhanças do Centro Galáctico. Mesmo sendo estudada amplamente em vários comprimentos de onda, o provável sistema binário, por exemplo, não tem determinações de massas de suas componentes. Em raios X a situação não é muito diferente. Uma boa caracterização dos diferentes estados espectrais ainda não havia sido feita. Usando uma base de dados do ISGRI/INTEGRAL, nós propomos aqui 4 diferentes estados espectrais para 1E 1740.7-2942. Nós também propomos que, em 1E 1740.7-2942, os diferentes estados espectrais são devidos à variação do raio de truncamento do disco de acréscimo, em concordância canônica com um dos modelos mais usados para explicar a variabilidade espectral em sistemas binários com buracos negros.

AstroNews: Fis. Denimara Dias (mestranda do PPG-AST/DIDAS-INPE)



Palestrante: Filipe Abdalla - University College London (UK)

Data: 31/03/2020

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Using cosmological surveys to measure neutrino properties

Resumo: We have had immense progress in our understanding of Cosmology in the past decade, current surveys have improved our understanding of the cosmological parameters immensely and some tensions arise. We will only be able to have improvements on this picture if we start understanding measurements in their intricate details. I will show how our current measurements of cosmological parameters from optical surveys can constrain the mass of the neutrino as well as information about the hierarchy of the neutrino spectrum and I will argue that only by combining radio surveys with optical surveys we would be able to make cross correlations which could ensure that systematic effects are under control.

AstroNews: Fis. Juliedson Artur (mestrando do PPG-AST/DIDAS-INPE)



Abril:

Data: 07/04/2020

Workshop da DIDAS - PPG-AST - não haverá seminário



Data: 14/04/2020

Workshop da DIDAS - PPG-AST - não haverá seminário



Data: 21/04/2020

Feriado Tiradentes - não haverá seminário



Data: 28/04/2020

Workshop da DIDAS - PPG-AST - não haverá seminário



Maio:

Data: 05/05/2020

AstroNews: Manoel Felipe



Data: 12/05/2020

AstroNews: Marcos Antonio



Palestrante: Dr. Alberto Ardila - LNA

Data: 19/05/2020

AstroNews: Paulo Eduardo



Data: 26/05/2020

AstroNews: Rafael Botelho



Junho:

Data: 02/06/2020



Data: 09/06/2020



Data: 16/06/2020



Data: 23/06/2020



Data: 30/06/2020



2019 [+]

Flavio D Amico

Foto de perfil de Flavio D Amico

Informações


Telefone: (12) 3208-7224
Email:
flavio.damico

Palestrantes: Dr. José Roberto Cecatto - DIDAS/CGCEA-INPE
M. Xavier Ribeiro, M.T. Prado Santos, N. Souza França - DC-UFSCar

Data: 26/11/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Sobre a ocorrência de explosões solares

Resumo: Explosão ou "flare" solar é um fenômeno responsável pela liberação repentina de grande quantidade de energia (1024 - 1032 erg) que ocorre no interior de regiões ativas da atmosfera solar. Esse fenômeno foi descoberto em Setembro de 1859 por Carrington-Hodgson por meio de observações na luz branca, o que inaugurou o início de sua pesquisa. Na época, associados com esse poderoso fenômeno, entre outros efeitos observados no ambiente terrestre, registraram-se surtos de descargas e até incêndios nas extremidades de redes telegráficas, além de auroras extremamente brilhantes em médias e altas latitudes. Atualmente, vários serviços/sistemas tecnológicos humanos são bem mais sensíveis aos efeitos e consequências causados por esse fenômeno energético solar. Como exemplos podemos citar: os blecautes de rádiocomunicação e recepção, perturbações em sinais de navegação e posicionamento, além de perturbações na órbita e eletrônica/operação de satélites artificiais. Mesmo com toda pesquisa, até o presente ainda permanece sem uma resposta definitiva a questão: Quando vai ocorrer a próxima explosão solar? Com o intuito de criar meios para buscar uma resposta aceitável, se originou uma colaboração multi-institucional (INPE, DC-UFSCar e FT-Unicamp) para desenvolver ferramentas auxiliares à tarefa de prever a ocorrência desse fenômeno. Apresentamos um breve histórico da evolução dos trabalhos e o contexto atual de previsão, diretrizes da colaboração multi-institucional com seus principais desdobramentos, como forecasting (previsão em séries de dados solares). Além disso, apresentamos resultados preliminares e recentes, como o desenvolvimento de uma ontologia sobre o fenômeno, bem como perspectivas para o futuro próximo.

AstroNews: M.Sc. Tábata Aira Ferreira, Doutoranda da PG/DIDAS



Palestrante: Dra. Elaine Cristina Ferreira Silva Fortes - Universidade Federal do Pampa

Data: 19/11/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Astrophysical Signatures of Dark Matter.

Resumo: No modelo cosmológico Lambda-CDM, a componente matéria escura responde por aproximadamente 26% da composição do universo. Observações indicam que tal constituinte seria uma partícula, não pertencente ao modelo padrão da física de partículas. Sendo assim, sua identificação é um dos problemas mais fundamentais da atualidade, agregando esforços nas áreas de astrofísica, cosmologia e física de partículas. Neste seminário mostraremos as possíveis assinaturas astrofísicas da aniquilação da matéria escura, passíveis de detecção, em fluxos de raios cósmicos, de fótons e de neutrinos, entre outros. As várias estratégias de estudos da matéria escura podem ainda incluir as emissões secundárias produzidas pelas interações de elétrons / pósitrons relativísticos resultantes de processos de aniquilação. Nossa principal conclusão é que a astrofísica desempenhará um papel importante na potencialização de modelos de matéria escura. Conhecidas as propriedades desta(s) partícula(s), seus efeitos astrofísicos deverão ser considerados na avaliação das observações.

AstroNews: M.Sc. Lorena do Carmo Jesus, Doutoranda da PG/DIDAS



Palestrante: Dr. Irapuan Rodrigues de Oliveira Filho - UNIVAP

Data: 12/11/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Simulações numéricas de galáxias em colisão

Resumo: Neste seminário vou apresentar dois trabalhos recentes em que pares de galáxias em colisão foram estudados, primeiro a partir de observações e posteriormente tiveram sua dinâmica modelada por simulações numéricas. Os dados observacionais são espectros de fenda longa e imagens obtidas nos telescópios Gemini-Sul, Soar e OPD. As simulações foram feitas usando os códigos Gadget-2 e P-Gadget3, ambos com rotinas de formação estelar, cooling e feedback. O primeiro par é AM1204-292, um sistema formado por uma galáxia elíptica e uma S0 de massas similares. O segundo par é AM2229-735, formado por uma espiral e uma Sb compacta. Este sistema mostra fortes indícios de ser uma galáxia com anel polar (PRG) em formação por interação.



Palestrante: Dr. Carlos Alexandre Wuensche - DIDAS/INPE

Data: 05/11/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: A Cosmologia de 21cm e o rádio telescópio BINGO

Resumo: A cosmologia do séc. XXI está vivendo uma "Era de Ouro", com observações e modelos teóricos contribuindo para uma descrição do Universo em grande escala. A visão atual é que ele pode ser bem descrita pelo chamado modelo Lambda-CDM, mas alguns problemas em aberto desafiam a física e a cosmologia, entre eles a origem e as propriedades da chamada energia escura. As chamadas oscilações acústicas bariônicas (BAO), detectadas pela primeira vez em 2005, são consideradas uma das sondas mais eficazes para entender as propriedades da energia escura. No entanto, dadas as implicações dessas medidas, é importante que elas sejam confirmadas em outros comprimentos de onda e medidos em uma ampla gama de redshifts. A banda de rádio fornece uma janela de observação única e complementar, através da emissão 21 cm do hidrogênio neutro. A linha de 21 cm (1420 MHz) deslocada para o vermelho é medida em frequências menores, de modo que a frequência de observação é convertida diretamente em informação sobre o redshift da fonte. O radiotelescópio BINGO (BAO from Integrated Neutral Gas Observations) é um novo instrumento, projetado especificamente para observar BAO, mapeando uma banda de redshifts entre 0,13 e 0,48. Este seminário apresentará os fundamentos da cosmologia de 21 cm, dos BAO e descreverá o status atual de desenvolvimento do rádio telescópio BINGO.

AstroNews: M.Sc. Marcos Antonio F. Faria, Doutorando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dra. Claudia Vilega Rodrigues - INPE

Data: 29/10/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Variáveis cataclísmicas magnéticas

Resumo: Neste seminário, apresento alguns resultados recentes de minhas atividades de pesquisas em variáveis cataclísmicas magnéticas (VCMs). Temos descoberto novas VCMs, algumas das quais são estudadas com várias técnicas observacionais no óptico e em raios X. Será descrito um aprimoramento do código Cyclops, que agora resolve as equações hidrodinâmicas associadas a região de acresção magnética, que é a principal região emissora nesse tipo de objeto. Vamos também brevemente mostrar resultados associados à evolução de VCMs utilizando síntese de população de estrelas binárias.

AstroNews: M.Sc. Manoel Felipe Sousa, Doutorando do PPG-AST (DIDAS/INPE)



Palestrante: Dra. Christine Córdula Dantas - DIDAS/INPE

Data: 22/10/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Simulações Illustris-TNG: visão geral e resultados preliminares de estatística CiC

Resumo: As Illustris-TNG são uma das mais elaboradas e realistas simulações cosmológicas já desenvolvidas, produto de décadas de contínuo refinamento numérico e fenomenológico, envolvendo uma colaboração entre vários institutos. Essas simulações acoplam a gravitação de N-corpos com a magnetohidrodinâmica, além da aplicação de modelos semi-analíticos de formação e evolução de galáxias. Neste seminário, será fornecida uma visão geral das simulações Illustris-TNG. Também serão apresentados resultados preliminares da estatística Counts-in-Cells (CiC), aplicada aos sub-halos das simulações TNG100-3 e TNG300-3, onde é estudada a adequação da distribuição de quase-equilíbrio gravitermodinâmico de Saslaw et al.

AstroNews: M.Sc. Lorena Jesus, Doutoranda do PPG-AST (DIDAS-INPE)



Palestrante: Dr. Francisco Carlos Rocha Fernandes - UNIVAP

Data: 15/10/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: A rede exoss e o monitoramento de meteoros na Univap

Resumo: Meteoro é o fenômeno luminoso que ocorre quando um fragmento proveniente do espaço, um meteoroide, entra na atmosfera da Terra, deixando um rastro brilhante visível a olho nu, gera pelo atrito. O termo meteoro vem do grego, meteoron, que significa fenômeno no céu. As chuvas de meteoros são caracterizadas pela ocorrência de um grande número de meteoros em uma mesma região do céu (chamada de radiante), e ocorre quando a Terra atravessa a órbita de um cometa, onde estão depositados os resíduos deixados pelo cometa em passagens pelo periélio. As chuvas de meteoros são batizadas com o nome da constelação ou da estrela da constelação mais próxima ao seu radiante. A rede EXOSS de monitoramento de meteoros, uma instituição sem fins lucrativos, é formada por astrônomos Profissionais e Amadores (PRO-AM) e tem como objetivo o registro, a catalogação e a análise de meteoros ocorridos sobre o território brasileiro. A rede EXOSS está composta, atualmente, por 57 estações de monitoramento e 77 câmeras ativas, instaladas em 14 estados brasileiros, sendo 57 associados de 18 instituições. A rede EXOSS inclui duas estações, instaladas em 2017 no Observatório de Astronomia e Física Espacial, no Campus Urbanova da Universidade do Vale do Paraíba (Univap), em São José dos Campos, batizadas de UVP1 e UVP2 e que operam diariamente entre às 18:00 LT e 6:00(+1) LT. Neste seminário, serão apresentados a participação da Univap nesse projeto e os principais resultados preliminares obtidos até o momento, tais como um estudo estatístico da ocorrência e dos parâmetros dos meteoros da chuva Southern Delta-Aquariids (SDA), registrados nos três anos de operação das estações, 2017, 2018 e 2019 e um levantamento dos meteoros das chuvas Hydrideas, registrados pelas estações UVP1 e UVP2, entre 22 de outubro de 2018 e 3 de fevereiro de 2019, associados a 15 chuvas distintas da constelação de Hydra, incluindo um meteoro da nova chuva Eta-Hydrids (EHY), estabelecida recentemente. Também serão discutidas possíveis colaborações com pesquisadores e estudantes do INPE.

AstroNews: M.Sc. Lia Corazza, Doutoranda do PPG-AST (DIDAS-INPE)



Palestrante: Dr. Rogerio de Moraes Oliveira - INPE

Data: 08/10/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Modificação de Propriedades de Superfície de Metais Refratários via Implantação Iônica por Imersão em Plasma para Aplicações Espaciais

Resumo: O seminário abordará sobre a técnica da implantação iônica por imersão em plasma de nitrogênio, utilizada para a modificação das propriedades de superfície do molibdênio e do nióbio, demonstrando casos de aplicação para o setor espacial. Serão apresentados resultados de caracterização das respectivas superfícies tratadas, no que diz respeito à morofologia, formação de novas fases, perfil em profundidade da concentração atômica, além das energias de ligação dos elementos, estabelecendo-se correlação com propriedades mecânicas, tribológicas e de resistência à oxidação destes materiais.

AstroNews: M.Sc. Fernando Custódio, Doutorando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Irapuan Rodrigues - UNIVAP

Data: 01/10/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Close Binary Systems

Resumo: Close binary systems are associated with a wide variety of astrophysical scenarios: low mass helium white dwarfs, recycled millisecond pulsars, supernovae progenitor, planetary nebulae with double nucleus, black widows and redback systems. In this seminar we will review the general characteristics of close binary systems. I will give details of our evolutionary code, with which we perform our binary evolution calculations. We will focus later on the spider family (black widows and redbacks), and in the transitional millisecond pulsars. Finally, I will comment on the main topics we are currently developing in our research group: tidal effects, accretion disk around the neutron star in a close binary system, and ultra-compact binary systems.

AstroNews: M.Sc. Eduardo Jubini, Doutorando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Luiz Augusto Toledo Machado - DIDSA/INPE

Data: 24/09/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: As Nuvens: Sua Formação, Características e Previsão

Resumo: Esta apresentação irá descrever os processos físicos associados com a formação das nuvens e sua evolução para tempestades. Detalhes sobre os princípios físicos que forma as nuvens, sua previsibilidade a interação com os aerossóis e os impactos no clima serão apresentados com base nos resultados dos projetos CHUVA e SOS_CHUVA. Certamente, as nuvens que atrapalham as observações de astrofísica é a motivação de nossos estudos. Logo, a apresentação versará sobre os processo de convecção seca, úmida a formação de gotas, as distribuições de tamanho das gotas, como as gotas de nuvens se formam e crescem para chegar ao tamanho de gotas de chuva. Em seguida será descrito as propriedades do gelo que compõem as nuvens e os processos de eletrificação das tempestades. Finalmente será descrito o aplicativo SOS CHUVA que permite ao usuário fazer gestão sobre suas atividades.

AstroNews: M.Sc. Aysses do Carmo, Doutoranda da DIDAS/INPE



Palestrante: Dra. Angela Cristina Krabbe - UNIVAP

Data: 17/09/2019

Local:Auditório do prédio CEA-II

Hora:15:00 (horário de Brasília)

Título:The chemical abundance of the LINER galaxy UGC 4805

Resumo:The low-ionisation nuclear emission line region (LINER) class of galaxies are interesting objects as they might appear in about one third of the galaxies of the near universe (Ho et al. (1997). The nature of their excitation is still not well understood and there are no reliable methods to estimate abundances in the central regions of these galaxies. One method, calibrated for active galaxies, was derived by Storchi-Bergmann et al. (1998). This is valid for Seyfert nuclei, but is not accurate for LINERs. In this work, we present preliminary results on the determination of the chemical abundance of the LINER galaxy UGC 4805, using the MaNGA (Mapping Nearby Galaxies at the Apache Point Observatory) data, that comprises integral field spectroscopy in a wavelength range of 3,600-10,300 A, with a resolution of R?2000. The BPT diagram (Baldwin, Phillips & Terlevich 1981), which is based on line ratios between high and low ionization potential species, was used in order to separate the LINER regions from the star forming regions and 'normal' Active Galactic Nuclei. Also, the diagnostic diagram which makes use of the equivalent width of H? (EWH?) - the so-called WHAN diagram (Cid Fernandes et al. 2010) was used to discriminate between a genuine LINER and emission-line galaxies, whose ionizing photons are produced in the atmospheres of evolved low-mass stars (the so-called post-AGB stars). The underlying stellar population was subtracted using the stellar population synthesis method STARLIGHT (Cid Fernandes et al. 2005). The abundance of oxygen was determined using the calibrations R23 (Edmunds & Pagel, 1984); O3N2 (Pettini & Pagel, 2004) and the one derived by Pilyugin & Grebel (2016). We found an abundance of oxygen ranging from 8.2 < 12+log(O/H) < 8.8. This value is close to that found by Castro et. al (2017) for a sample of Seyfert galaxies. We estimate the abundance of oxygen by three calibration methods. The resulting abundances vary up to 0.8 dex from one calibration to another.



Reuniao da SAB

Data: 10/09/2019



Palestrante: Dr. Silvio Manea - ETE/SEQ/INPE

Data: 03/08/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Engenharia da Radiação, desafio tecnológico em componentes eletrônicos e materiais para uso no espaço

Resumo: Farei uma apresentação resumida dos desafios do ambiente espacial onde estão, obviamente, inseridos os satélites. Vou apresentar os danos referentes à diversos tipos de radiação, como, por exemplo, solar, cósmica e do cinturão de Van Allen. Vou, resumidamente, apresentar como mitigar os riscos para a eletrônica e materiais empregados no espaço.

AstroNews: Juliédson A. M. Reis, Mestrando da DIDAS



Palestrante: Dr. Massimo Tinto - INPE/UCSD-CASS/JPL

Data: 27/08/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Space-Based Gravitational Wave Observations in the Mid-Band Frequency Region

Resumo: The intermediate Gravitation Wave (GW) frequency detection band, the frequency region that is in between those accessible by LISA and LIGO, could be accessed relatively soon. A geosynchronous space-based GW interferometer could have an observational frequency band "blue-shifted" with respect to that of LISA by about a factor 35 and complement LISA?s and LIGO?s scientific objectives. The resulting enhanced scientific return brought by such a mission over that obtainable by each detector operated as stand-alone is significant, and it will be discussed in this presentation.

AstroNews: Denimara Dias, Mestranda da DIDAS/INPE



Workshop "The Radio Universe"

Data: 20/08/2019



Palestrante: Dr. Antonio Fernando Bertachini de Almeida Prado - INPE

Data: 13/08/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Técnicas de remoção de órbita de veículos espaciais

Resumo: A palestra apresentará uma serie de novos conceitos para e remoção de órbita de um veículo espacial. Esse é um problema bastante atual em dinâmica orbital devido a necessidade (e até obrigação legal) de remover os satélites após o final de sua vida útil. Serão apresentadas técnicas que se utilizam da atmosfera da Terra para a destruição dos mesmos, bem como técnicas que se utilizam da pressão de radiação solar para acelerar esse processo de queda ou para a colocação de satélites em "órbitas cemitério", aonde não atrapalham outras missões. Essa técnicas tem potencial de aplicação a satélites pequenos como cubesats e nanosats.

AstroNews: Ana Luíza Bastos, Mestranda da DIDAS/INPE



Palestrante: Dra. Patricia Cruz Gamba - IAG/USP

Data: 06/08/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: The radius anomaly: a tale told by short-period low-mass eclipsing binaries

Resumo: Eclipsing binaries are an excellent case study for testing stellar evolutionary models, as they allow a complete characterization of their physical and orbital parameters when photometric and spectroscopic data are combined. The majority of short-period low-mass eclipsing binaries in the literature present measured stellar radii that are usually 5 to 20% bigger than the expected values when compared to stellar models. This inflation trend is known as the radius anomaly of low-mass stars. I will present our latest results on the search for new low-mass systems and their place in the present radius inflation scenario.



Palestrante: M.Sc. Thays Pontes Bentes - UNIVAP

Data: 30/07/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Astrobiologia - A busca pela vida em Marte e além

Resumo: Nos últimos anos, testemunhamos grandes avanços na compreensão dos limites da vida em nosso planeta, em especial, com a descrição de microrganismos extremófilos capazes de suportar as mais variadas condições ambientais. Estes organismos têm sido usados para estudos em astrobiologia, por servirem de modelos para para a procura de vida presente ou pregressa, já extinta, em ambientes extremos fora da Terra, seja em Marte, nas Luas geladas do Sistema Solar ou em exoplanetas. O estudo de ambientes terrestres extremos, como o "Mar de Cuarzo", no Deserto Pampas de La Joya - Peru, atualmente conhecido como o ambiente mais seco do mundo, é um excelente modelo para entender a diversidade da vida em regiões hiper-áridas e hipersalinas e suas aplicações na construção de cenários plausíveis para a habitabilidade em Marte. Neste estudo, apresenta-se uma nova abordagem para identificar e caracterizar espécies potencialmente resistentes a alta salinidade, baixíssima umidade relativa do ar e mudanças abruptas de temperatura, para a análise de sobrevivência e danos moleculares de extremófilos, bem como a resiliência de moléculas candidatas à bioassinaturas, como os pigmentos biológicos. O desenvolvimento desse projeto tem como objetivo intensificar cada vez mais os esforços na elaboração de metodologias para busca de vida em Marte, ou nas questões sobre o transporte interplanetário de microrganismos dentro de meteoritos contendo halita.



Palestrante: Dr. Joao Braga - DIDAS/INPE

Data: 23/07/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: O experimento LECX a bordo do nanossatélite nanoMIRAX

Resumo: Na recém-inaugurada era da astrofísica multi-mensageira, é de fundamental importância que objetos e eventos cósmicos sejam estudados através da detecção de diferentes tipos de sinais. Em particular, a colisão final de duas estrelas de nêutrons num sistema binário, a exemplo do evento GW170817/GRB170817A, pode ser observada por detectores de ondas gravitacionais e de raios X/gama. Com as corridas observacionais com sensibilidade crescente do consórcio LIGO/VIRGO, é fundamental que detectores de raios gama patrulhem o céu para detectar e localizar esses eventos. Neste seminário apresentarei o projeto LECX (Localizador de Explosões Cósmicas de Raios X), que está sendo desenvolvido no âmbito da missão espacial MIRAX. O LECX é a carga útil de um cubesat 2U desenvolvido pela empresa CRON de S.J. Campos através de um projeto PIPE da FAPESP. O experimento é constituído de 4 pequenos detectores de CdZnTe, operando na faixa de 30 a 200 keV, e um sistema de blindagem que determina um campo de visada de 53 x 53 graus FWHM. O instrumento tem sensibilidade suficiente para detectar a maioria dos GRBs típicos. Foi desenvolvido um algoritmo que permite a localização de explosões cósmicas com precisão de alguns graus, em conjunto com o sistema de determinação de atitude do satélite. O projeto está entrando em fase de integração e testes e deverá ser lançado nos próximos anos.

AstroNews: Vítor Medeiros Sampaio, Mestrando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dra. Lúbia Vinhas - INPE

Data: 16/07/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Atividades em Observação da Terra no INPE - CGOBT

Resumo: A Coordenação-Geral de Observação da Terra é uma das 7 áreas finalísticas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) no segundo nível de sua estrutura hierárquica. Com atividades baseadas em dois grandes núcleos de conhecimento, sensoriamento remoto e geoinformática, a CGOBT busca produzir conhecimento científico e realizar projetos interdisciplinares, visando contribuir com o país em sua necessária trajetória do desenvolvimento sustentável. Nesse seminário apresentarei uma visão geral da CGOBT, suas atividades de pesquisa, de formação de pessoal e também de projetos de natureza operacional que são coordenados pela área.

AstroNews: Jurandi Leão Santos, Mestrando da DIDAS/INPE



Data: 09/07/2019

Título: Feriado Estadual em São Paulo



Data: 02/07/2019

Título: Curso de Introdução à Astronomia e Astrofísica da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Márcio Constâncio Júnior - DAS/INPE

Data: 25/06/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Pesquisas criogênicas para o LIGO Voyager realizadas no INPE

Resumo: O LIGO Voyager será um detector criogênico com massas de teste de 200 kg de Silício operando a uma temperatura de 123 K na mesma instalação do LIGO atual. Para não afetar o ciclo útil do detector é importante que o resfriamento inicial destas massas seja feito no menor tempo e com os menores riscos possíveis. Da mesma forma, esta temperatura deve ser mantida durante o ciclo de operação do detector, enquanto a massa de teste absorve calor do laser e dos tubos de 4 km. Neste seminário será abordado um pouco da contribuição do grupo GWINPE à pesquisa criogênica para o resfriamento inicial e manutenção da temperatura do detector, indo de experimentos onde foram calculados a emissividade do Silício até simulações que dão uma ideia sobre as fontes de calor que podem ser relavantes para as massas de teste.



Palestrante: Dr. Thiago Monfredini - Laboratório Nacional de Luz Síncrotron/Centro Nacional de Pesquisas em Energia e Materiais

Data: 18/06/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Aplicações de técnicas síncrotron para astrofisica

Resumo: Laboratórios voltados para o uso da radiação síncrotron para experimentos nas áreas de ciências dos materias, microbiologia, ciências atmosféricas, etc, existem desde o final da década de 1960. Nesta apresentação, discutiremos os princípios de funcionamento dessas fontes de luz, assim como seu uso especialmente no Brasil, com enfoque para algumas aplicações em astrofísica. Aplicando fótons UV e raios X do UVX, atual fonte de luz do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), sediado em Campinas-SP, determinamos parâmetros fundamentais de processos de fotoionização e fotodissociação moleculares que ocorrem no meio interestelar, como para hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (PAHs, na sigla em inglês). Examinamos esses parâmetros no contexto do ambiente circum-nuclear de AGNs, fontes de fótons com energias de até 10 keV onde PAHs são observados. Os resultados sugerem haver um processo de enriquecimento de moléculas com cargas múltiplas, além de sofrerem intenso processo de fotodissociação. Atualmente, o LNLS é responsável pela instalação de uma nova fonte de luz, o Sirius, num dos maiores empreendimentos científicos (e de engenharia) do Brasil. Em funcionamento em breve, o Sirius será a segunda fonte de luz de quarta geração construída no mundo, com emissão característica de maior brilho e coerência já alcançados. Potenciais aplicações astrofísicas do Sirius também serão discutidas.



Data: 11/06/2019
Seminário cancelado



Palestrante: Dr. Carlos Eduardo Ferreira Lopes - DIDAS/INPE

Data: 04/06/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Research in photometric time series

Resumo: Os campos de Astroestatítica e Astroinformática são vitais para lidar com os levantamentos fotométricos de big data. Como outras disciplinas da era do big data, a astronomia tem muitas características em ''V''. Discutimos diferentes algoritmos de mineração de dados usados em astronomia e ferramentas relacionadas a aplicações astronômicas. Nossas contribuições em Astroestatística e algumas aplicações também são apresentadas. Os astrônomos e cientistas brasileiros devem estar prontos para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades oferecidas pelo enorme volume de dados.

AstroNews: M.Sc. Rafael Botalho, Doutorando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Roberto Luiz Galski - COCRC/INPE

Data: 28/05/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: O Centro de Rastreio e Controle de Satélites (CRC) do INPE

Resumo: Eu apresento neste semin'ario uma visão geral das instalações, da infraestrutura de hardware e software e das atividades desenvolvidas no Centro de Rastreio e Controle de Satélites do INPE em função dos satélites construídos e operados pelo INPE.

AstroNews: M.Sc. Rafael Botalho, Doutorando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Luis Carlos Bassalo Crispino - UFPA

Data: 21/05/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: One Hundred Years of Gravitational Scattering According to Einstein's Theory

Resumo: In 2019 we celebrate one hundred years of the first experimental test of the Theory of General Relativity (GR), accomplished mainly with measurements performed in the photographic plates obtained in Sobral (CE), Brazil, during the total solar eclipse on May 29, 1919. In the first part of the talk, I plan to access the historical facts related to this celebrated moment, which happens to be one of the most famous and important experimental verifications in the History of Science. The physical phenomenon underlying the first GR experimental test consists essentially in the scattering of electromagnetic radiation by the Sun's gravitational field. Researches involving scattering are frequent in physics. As a classical example, we have the investigation of the atomic nucleus by Ernest Rutherford. Also in the context of black hole physics, scattering and absorption studies stand out. Black holes can, in principle, be indirectly identified by the characteristics of the radiation that is scattered by them. These characteristics depend on the relationship between the size of the black hole event horizon and the wavelength of the incident radiation. In the second part of the talk, I will present and analyze recent results related to detailed numerical investigations of the absorption and scattering of gravitational, electromagnetic and scalar waves by different types of black holes.



Palestrante: Dr. Rafael da Costa Nunes - DIDAS/INPE

Data: 14/05/2019

Local: Sala 90 do Prédio CEA-I

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Probing the Dark Sector of the Universe with Gravitational Wave

Resumo: O acúmulo gradual de dados cosmológicos ao longo dos últimos 20 anos mostram com grande precisão que aproximadamente 95% do conteúdo energético de Universo é desconhecido a nível fundamental, o chamado setor escuro do Universo. Tal setor é conhecido por ser constituído pela matéria escura e energia escura (ou modificações na teoria da relatividade geral), sendo este um dos maiores problemas em aberto da física contemporânea. Por outro lado, recentemente, as colaborações LIGO e Virgo relataram as primeiras deteções direta das ondas gravitacionais. Essas deteções indicam uma nova era na astronomia moderna, abrindo um novo espectro de possibilidades para investigar física fundamental. Vamos discutir a importância da física das ondas gravitacionais e como esse novo capitulo da astronomia moderna será importante para desvendar a natureza e propriedades do setor escuro do Universo. Vou voltar atenção para trabalhos desenvolvidos e perspectivas dentro do grupo de ondas gravitacionais (teoria e fenomenologia) do INPE.



Palestrante: M.Sc. Renato Henrique Ferreira Branco - INPE

Data: 07/05/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: A engenharia de sistemas baseada em modelos (MBSE) no suporte ao desenvolvimento de equipamentos científicos

Resumo: A engenharia de sistemas se mostra como importante disciplina no desenvolvimento de equipamentos e sistemas complexos. Recentes avanços no tema levaram ao desenvolvimento da engenharia de sistemas baseada em modelos (MBSE - Model Based Systems Engineering). A MBSE permite, com o apoio de ferramentas informáticas, o desenvolvimento de um modelo computacional único, de onde podem ser extraídas as diferentes informações e relações entre os componentes e subsistemas do modelo maior. Será abordado o ciclo de desenvolvimento de equipamentos e sistemas, com as atividades esperadas para cada fase do ciclo. Também serão apresentadas as ações estruturantes que estamos realizando na CGCEA de forma a implantar a filosofia nos nossos desenvolvimentos, especialmente a implantação de método e ferramenta para utilização de MBSE.

AstroNews: M.Sc. Marcos Antonio Fonseca Faria, Doutorando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Arcélio Costa Louro - DIDSE/INPE

Data: 30/04/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Visão Geral da Missão do satélite Amazonia 1

Resumo: A série de satélites Amazonia foi concebida para fornecer dados (imagens) de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento especialmente na região amazônica e, também, a diversificada agricultura em todo o território nacional com uma alta taxa de revisita, buscando atuar em sinergia com os programas ambientais existentes. O Amazonia-1 é o primeiro satélite de Observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil. O lançamento do Amazonia 1 está previsto para 2020, com órbita Sol síncrona (polar) que irá gerar imagens do planeta a cada 5 dias. Para isso, possui um imageador óptico de visada larga (câmera com 3 bandas de frequências no espectro visível – VIS – e 1 banda próxima do infravermelho – Near Infrared ou NIR) capaz de observar uma faixa de aproximadamente 850 km com 60 metros de resolução. A órbita escolhida proporcionará uma alta taxa de revisita (5 dias), tendo, com isso, capacidade de disponibilizar uma significativa quantidade de dados de um mesmo ponto do planeta. Esta característica é extremamente valiosa em aplicações como alerta de desmatamento na Amazônia e outros Biomas Brasileiros, pois aumenta a probabilidade de captura de imagens úteis diante da cobertura de nuvens na região.

AstroNews: M.Sc. Manoel Felipe, Doutoranda da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Oli Luis Dors Júnior - UNIVAP

Data: 23/04/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: The CADA Project

Resumo: Recent surveys, such as the Calar Alto Legacy Integral Field Area (CALIFA) and the Sloan Digital Sky Survey (SDSS) have revolutionized the extragalactic astronomy. However, the majority of the works based on data from these and other surveys have adressed only in studying star-forming regions, being that AGNs have received few attention. With this in mind, recently, we started with a project named CADA project (Chemical Abundance Determinations in AGNs) which it has as main goal to determine the chemical abundance of heavy elements (e.g. O, N, S) in AGNs. In this seminar, I will present an introduction about methodologies used to calculate chemical abundances in AGNs as well as the results of the first two years of the CADA project.

AstroNews: M. Sc. Lorena do Carmo Jesus, Doutoranda da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Otávio Durão - INPE

Data: 16/04/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Cubesats, o Programa NanosatC-Br e possibilidades futuras

Resumo: A palestra apresentará um novo conceito para missões espaciais com satélites miniaturizados em um padrão conhecido como cubesats. Mostrará os primeiros resultados obtidos no INPE com este tipo de satélite através da missão NanosatC-Br1. Em seguida apresentará o NanosatC-Br2, com o dobro do tamanho (2 litros de volume) e com lançamento já contratado para o último trimestre de 2019. Finalizando a palestra apresentará outros projetos em desenvolvimento para missões com cubesats no INPE, em parceria com o ITA, NASA e o setor privado e possibilidades futuras para missões científicas.



Data: 09/04/2019

Título: Workshop da Pós Graduação da DIDAS/INPE



Palestrante: Dra. Hemily Gomes Marciano Fortes

Data: 02/04/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Modelos massivos de spin-2 em espaços curvos e algumas possíveis aplicações cosmológicas

Resumo: Em teoria de campos, partículas massivas de spin-2 são usualmente descritas pela conhecida teoria de Fierz-Pauli. Recentemente, tem havido um aumento no interesse por teorias que descrevam esse tipo de partícula, principalmente pela possibilidade de oferecer uma explicação alternativa para o problema da aceleração da expansão do universo, pois se o gráviton tivesse uma pequena massa, a força gravitacional diminuiria a grandes distâncias, produzindo tal aceleração. Trabalhos mais recentes têm trazido à tona outras possibilidades além de Fierz-Pauli que são os chamados modelos L(a1). Tendo em vista que toda partícula deve interagir com a gravitação, buscamos estudar o acoplamento desses novos modelos com um campo gravitacional de fundo. Uma maneira de aprofundar o conhecimento acerca desses novos modelos seria confrontar as previsões teóricas com o que temos de resultado experimental dos últimos anos. Dessa forma, pretendemos analisar possíveis consequências cosmológicas vindas desses modelos e identificar os testes teóricos orientados pelos resultados experimentais recentes que podem ser utilizados a fim de corroborarmos (ou não) o que tem sido obtido no âmbito teórico.

AstroNews: M.Sc. Fernando Custódio, Doutorando da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. André Milone - DIDAS/INPE

Data: 26/03/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Tório em gêmeas solares: implicações para habitabilidade em planetas rochosos

Resumo: Estima-se que o decaimento radioativo de isótopos instáveis do tório (Th), urânio e potássio forneça cerca da metade da energia do interior da Terra, que é o único planeta rochoso geologicamente ativo do Sistema Solar. O calor interno de um planeta rochoso pode induzir à existência de um manto convectivo, promovendo o tectonismo e, consequentemente, o ciclo do carbono, o qual estabiliza a atmosfera planetária por um longo período de tempo (um dos requisitos necessários para a habitabilidade num planeta rochoso). Neste trabalho medimos a abundância do Th, por meio de uma análise espectroscópica fina e homogênea, em uma amostra de 53 gêmeas solares de idades bem diversas. Notamos que o tório ocorre em quantidade maior ou igual àquela existente no Sol ao compararmos as abundâncias iniciais das estrelas com a do Sol. Nossas medidas também indicam que a razão tório/silício em gêmeas solares aumenta com o tempo, tendo sido maior ou igual ao valor solar inicial. Tais resultados sugerem que potenciais planetas rochosos ao redor de gêmeas solares têm probabilidades altas de terem tectonismo, aumentando a chance da habitabilidade em planetas rochosos de qualquer massa formados em qualquer época da evolução do disco da Galáxia.

AstroNews: M.Sc. Aysses do Carmo Oliveira, Doutoranda da DIDAS/INPE



Palestrante: Dr. Fabiano Souza - Divisão de Sistemas Espaciais - INPE

Data: 12/03/2019

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00 (horário de Brasília)

Título: Centro de Projeto Integrado de Missões Espaciais (CPRIME)

Resumo: Nesta palestra será apresentado o Centro de Projeto Integrado de Missões Espaciais (CPRIME). O CPRIME é uma instalação pertencente a Divisão de Sistemas Espacias do INPE, que tem como principal atividade o projeto conceitual de sistemas, no suporte a análise de viabilidade de novas missões espaciais. Suas características foram inspiradas em instalações similares existentes na NASA e ESA. Na palestra será feita uma descrição das atividades do Centro, técnicas e ferramentas utilizadas no mesmo.



2018 [+]

Data: 23/10/2018

Palestrante: Rodrigo Nemen da Silva - IAG/USP



Data: 16/09/2018

Palestrante: Gastão Bierrenbach Lima Neto - IAG/USP



Data: 11/09/2018

Palestrante: Nina Sanches Sartorio - INPE



Data: 04/09/2018

Palestrante: Márcio Eduardo da Silva Alves - UNESP/ SJC



Data: 28/08/2018

Palestrante: Wayne Leonardo Silva de Paula - ITA



Data: 21/08/2018

Palestrante: Alex Cavaliéri Carciofi - IAG/USP



Data: 14/08/2018

Palestrante: Eduardo Serra Cypriano - IAG/USP



Data: 07/08/2018

Palestrante: Zulema Abraham - IAG/USP



Data: 31/07/2018

Palestrante: Diogo Teixeira Belloni - INPE



Data: 24/07/2018

Palestrante: Tobias Frederico - ITA



Data: 17/07/2018

Palestrante: Leandro José Beraldo e Silva - IAG/USP



Data: 10/07/2018 - Sem seminário (o seminário do Rodrigo Nemen foi transferido para outubro, por causa da possibilidade de jogo do Brasil neste dia)



Palestrante: Dr. George Emanuel Avraam Matsas - IFT/UNESP

Data: 26/06/2018

Local: INPE - Sala 90 do Prédio CEA I

Hora: 15h00

Título: O que é o tempo?

Resumo: Se não me perguntam, eu sei. Se me perguntam, eu não sei". Essa é a resposta dada por Agostinho de Hipona, mais conhecido como São Agostinho, à quando questionado sobre o que é tempo no século 5 da nossa era. Essa é a resposta que muitos dão hoje, 15 séculos mais tarde. Mas essa não pode ser a resposta dada por físicos que não passam um dia sequer sem falar do tempo. Neste colóquio geral responderemos à questão do que é o tempo de uma forma pragmática à luz da física moderna.



Palestrante: Jonas Pedro Pereira (postdoc at UFABC, Santo André, Brazil)

Data: 19/06/2018

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00

Título: Cosmological Results from the Dark Energy Survey

Abstract: In this talk I will give an introduction about the telescope Dark Energy Survey and present some highlights of the results from the first year of observations. By combining measurements from the galaxy clustering and weak gravitational lensing two-point correlation functions we put constrain on some cosmological parameters that are competitive with Planck CMB data.



Palestrante: Dr. Massimo Tinto - CASS, UCSD & JPL, CALTECH

Data: 22/05/2018

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00

Título: Gravitational Wave Searches with Pulsar Timing Arrays: Cancellation of Clock and Ephemeris Noises

Abstract: Pulsar Timing is the only existing technique to search for gravitational waves (GW) in the nHz frequency band. Current experimental results from timing arrays of pulsars have shown the existence of correlated noises (such as clock and ephemeris) that have prevented the unambiguous detection of both single-source and stochastic GW background signals.

In this talk I present a data processing technique to simultaneously cancel clock and ephemeris noises, which are the dominant noise sources in the lower-part (~ 10-9 - 10-8 Hz) of the GW band accessible by pulsar timing arrays. After deriving the proposed data processing technique, I quantify the sensitivity enhancements it may offer over existing data processing methods.



Palestrante: João Braga - DIDAS/INPE

Data: 15/05/2018

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00

Título: Fast Radio Bursts

Resumo: Há aproximadamente uma década, uma análise de dados de arquivo do radiotelescópio Parkes mostrou um surto de radiação eletromagnética de origem cósmica com duração de ~5 ms e uma densidade de fluxo no pico > 30 Jy em 1.4 GHz. Dezenas de eventos desse tipo têm sido observados desde então e chamados de "Fast Radio Bursts" (FRBs). Medidas de dispersão indicam que os FRBs são extragalácticos. A natureza dos progenitores desses eventos ainda é muito pouco conhecida apesar de várias tentativas de explicá-la a partir da taxa de eventos, da duração e da energética dos surtos. Um desses fenômenos (FRB 121102) mostrou repetições de surtos, o que levou a modelos não-catastróficos para os FRBs, ou pelo menos para uma sub-classe desses eventos; uma possibilidade é a reconexão magnética na superfície de magnetares (B ~10^14 G). Neste seminário farei uma revisão sobre o fenômeno dos FRBs e comentarei sobre as perspectivas de observação desses eventos pelo experimento BINGO.



Palestrante: Dr. Oli Luiz Dors Junior - UNIVAP

Data: 24/04/2018

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00

Título: Classificação e abundância química de LAEs localizados a altos redshift

Resumo: Recentes avanços na astronomia observacional têm revelado a existência de objetos que possuem uma alta luminosidade medida na linha de emissão do hidrogênio Lyman-a (LAEs) e localizados a altos redshifts (z > 5). O estudo de LAEs é de grande importância na compreensão da reionização do Universo, bem como, no entendimento da formação das primeiras galáxias. Entretanto, propriedades (e.g. classificação, metalicidade) destes objetos são pouco conhecidas ou estão em conflito na literatura. Neste seminário, apresentarei os primeiros resultados de um estudo teórico sobre a caracterização (classificação em AGN ou região de formação estelar), determinações de abundância química e escape de fótons ionizantes de uma amostra de LAEs localizados na faixa de redshift 5.0 < z < 7.2.



Palestrante: Dr. Carlos Alexandre Wuensche - INPE

Data: 17/04/2018

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00

Título: The BINGO telescope: a new instrument exploring the new 21 cm cosmology window

Abstract: BINGO is a unique radio telescope designed to make the first detection of Baryon Acoustic Oscillations (BAO) at radio frequencies. This will be achieved by measuring the distribution of neutral hydrogen gas at cosmological distances using a technique called Intensity Mapping. Along with CMB anisotropies, the scale of BAO is one of the most powerful probes of cosmological parameters, including dark energy. The telescope will be built in a very low RFI site in Paraíba, Brazil, and will operate in the frequency range from 0.96 GHz to 1.26 GHz. The telescope design consists of two 40-m compact mirrors with no moving parts, yielding the excellent polarization performance and very low sidelobe levels required for intensity mapping. With a feedhorn array of 50 receivers, it will map a 15 declination strip as the sky drifts past the field-of-view of the telescope. The BINGO consortium is composed by USP, INPE, UF Campina Grande, Univ. Manchester and University College London (England), ETH Zurich (Switzerland), Univ. de La Republica (Uruguay). The experience and science goals achieved by the BINGO team will be advantageous as a pathfinder mission for the Square Kilometre Array (SKA) project.



Palestrante: Fabiane M. Borges - UFRJ

Data: 10/04/2018

Local: INPE - Auditório do Prédio CEA II

Hora: 15h00

Título: SACIE - Subjetividade, Arte e Ciência Espacial no INPE

Resumo: Nas últimas décadas tem crescido na cena da arte contemporânea, um vívido interesse na Ciência Espacial. Isso se deve a inúmeros fatores, que vão desde o exponencial crescimento tecnológico e informacional, barateamento de materiais eletrônicos, acesso a pesquisa e aos meios de divulgação/produção científica, até questões mais profundas, relacionadas à preocupação com o Planeta Terra, com as crises climáticas, com o Antropoceno, com a extinção das espécies vegetais, animais, com a ameaça da existência humana na Terra.

No contexto da crescente conscientização sobre as condições planetárias e a expectativa de uma aceleração nas tecnologias espaciais, nos interessa contribuir para o desenvolvimento de novas formas de conhecimento relacionados à Terra e ao Espaço e potencializar a troca entre diferentes formas / culturas de conhecimento em torno dessas questões.

Pensar colonização de outros planetas por exemplo, nos faz refletir instantaneamente sobre as colonizações feitas na própria Terra, e as discussões sobre pós-colonização ou de(s)colonialidade, abuso no uso de recursos naturais das colônias, a representação colonial. Com quais critérios se pretende ocupar o Espaço, e quem irá representar isso? Como ficam os países pobres, que ficam debaixo da linha do Equador nessa nova corrida espacial que se anuncia? Como todas essas questões podem ser representadas por outras linguagens que não só as científicas, comerciais e militares?

Nesse ínterim entram inquietações com projetos publicitários de alto impacto na subjetividade humana como os projetos de colonização de Marte, criação de condomínios espaciais, ou ainda como um dos maiores exemplos o carro de Ellon Musk, a primeira propaganda heliocêntrica do sistema solar, e ao que tudo indica, mesmo não sendo a primeira propaganda em órbita, o Tesla conversível representa uma era onde a publicidade vai se estender sobre o Espaço/Tempo, competindo com a visibilidade celeste.

A partir daqui entramos com uma série de exemplos de movimentos éticos/estéticos em torno da cultura espacial como ancestrofuturismo, astrofuturismo, cosmismo russo, afrofuturismo, etnofuturismo, assim como propostas de artistas e grupos de arte que assumem a bronca espacial como sua também, e produzem alternativas, ora educativas e culturais assentadas em grandes centros de pesquisa, ora de forma mais paralela, criando agencias espaciais ficcionais, produzindo cultura de rede, festivais de arte e ciência espacial.



Andre De Castro Milone

Organização dos seminários em 2020


Telefone: (12) 3208-7209
Email:
andre.milone